PROJETO DE PESQUISA A COLONIZAÇÃO DE VIRMOND E A INFLUÊNCIA DA IGREJA CATÓLICA NA SUA FORMAÇÃO IDENTITÁRIA

Selma Antonia Pszdzimirski Viechnieski

Resumo


A Colonização de Virmond e a influência da Instituição Eclesiástica na formação identitária é o tema gerador desta pesquisa. Pretende-se desenvolver um estudo sobre a constituição de Virmond, uma colônia de imigrantes poloneses, fundada no início do século XX, revelando a influência institucional da Igreja Católica na formação identitária, ou seja, como essa relação marcou a vida dos moradores ditando normas, estabelecendo práticas e saberes. Para compreender a formação da Colônia é necessário contextualizá-la nas mudanças que ocorriam no interior da Igreja Católica naquele momento, de caráter global, conhecido como romanização do catolicismo, voltado à colocação da Igreja sob as ordens diretas do Papa. Essas mudanças viriam atingir o modelo da igreja no Brasil, que tinha como prioridade a pregação sacerdotal do evangelho tridentino, catequização e a doutrina religiosa do povo. Trata ainda da origem dos imigrantes, dos motivos da imigração, da situação destes em seu país de origem, sua religiosidade, das dificuldades na instalação no Brasil e, posteriormente, na referida colônia. Quando se refere a colonização dos imigrantes pretende-se ainda abordar questões como identidades individuais e coletivas, permanências e mudanças, e a construção da memória. O conceito de identidade perpassa a análise de todas as questões propostas.


Palavras-chave


Imigração - catolicismo – identidade - cultura

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários