Trabalho e instrumentalidade no campo profissional do Serviço Social (Work and professional field instrumentality social service) Doi: 10.5212/Emancipacao.v.15i1.0002

Lindamar ALVES FAERMANN

Resumo


Este artigo discute o trabalho e a instrumentalidade profissional no serviço social no contexto da reestruturação produtiva e das novas formas de precarização e intensificação do trabalho. Sua construção pautou-se em uma pesquisa realizada com assistentes sociais, com aportes em autores do campo da teoria social de Marx – que têm na historicidade, na totalidade e na contradição as categorias centrais para o desvendamento do real. Partindo do pressuposto de que o serviço social só pode ser entendido em sua densidade histórica no âmbito da sociabilidade capitalista, discute-se a profissão no processo de produção e reprodução das relações sociais, particularizando sua inserção na divisão sociotécnica do trabalho, reconhecendo o assistente social como um trabalhador assalariado. 

Palavras-chave


Serviço Social; Trabalho; Instrumentalidade.

Texto completo:

PDF-2