Desigualdades Salariais entre Homens e Mulheres no Mercado de Trabalho Formal do Estado do Rio Grande do Sul

Taíse Fátima Mattei, Fernanda Mendes Bezerra Baço

Resumo


Existem elevadas desigualdades salariais entre homens e mulheres no mercado de trabalho brasileiro. Algumas teorias podem ser usadas para explicação dessas desigualdades, dentre elas, a teoria do capital humano, da segmentação e da discriminação. Com base nessas teorias, o objetivo desta pesquisa é explicar as diferenças salariais existentes no mercado de trabalho do Rio Grande do Sul nos anos 2000, 2007 e 2014. Para esta finalidade, serão estimadas equações Mincerianas e utilizado o método de Oaxaca-Blinder. Os principais resultados revelaram que as diferenças salariais entre homens e mulheres diminuíram no período analisado e a discriminação salarial contra as mulheres também diminuiu, sendo, no entanto, o principal componente a explicar as diferenças salariais entre homens e mulheres.

Palavras-chave


Capital Humano; Discriminação; Segmentação

Texto completo:

PDF


 

Revista Latino-americana de Geografia e Gênero  - UEPG
Fone: +55 (42) - 3220 - 3046
E-mail: generogeo@gmail.com