TEL Tempo, Espaço e Linguagem

APRESENTAÇÃO



A Revista TEL decorre de um esforço conjunto de aproximação institucional promovido pelos docentes dos departamentos de História da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO), com a função de ampliar a disseminação das pesquisas e atividades que já vinham sendo desenvolvidas de forma acentuada entre estes pesquisadores. Atualmente, a Revista TEL caracteriza-se como um periódico publicado por uma instituição com Pós-graduação stricto sensu de âmbito nacional reconhecido pela CAPES, o Programa de Pós-graduação em História da UNICENTRO-PR. O periódico encontra-se relacionado a alguns dos principais indexadores disponíveis para área. Desde 2010 a Revista TEL tem publicado um percentual de textos da própria UNICENTRO de no máximo 25%.  Para tanto, são relevantes as contribuições de muitas instituições do Brasil e demais países. A demanda dos pesquisadores, revela que a abrangência da TEL tem sido intensa nas regiões Sul (57%), Sudeste (16%) e Centro-Oeste (27%). As buscas mais frequentes  se relacionam com o escopo da revista e versam sobre povos tradicionais, indígenas, faxinalenses, história da África, seguidas de temas de teoria da história.A TEL vem se adequando de forma significativa aos critérios para publicação na área de História. Desde 2011, preocupa-se com os critérios de avaliação estabelecidos pela CAPES e busca utilizá-los como elementos orientadores de seu processo editorial. A Revista TEL tem se destacado pelos significativos contatos com pesquisadores nacionais e estrangeiros que integram seus conselhos, o que revela a consolidação da linha editorial da revista.



PRESENTATION



TEL is the result of a joint effort of institutional cooperation put forward by professors of the Department of History from the State  Universities of Ponta Grossa (UEPG) and Center-West (UNICENTRO) with the objective of publicizing the results of researches and activities developed by them. Nowadays, the TEL  journal  is characterized as a periodical published by an institution that offers stricto sensu post-graduation courses of national scope, the UNICENTRO-PR History post-graduation program, acknowledged by CAPES. The periodical is related to some of the most important indexers available for the area. Since 2010, TEL has published a maximum of 25% of texts from the University itself. To make that possible, it has been relevant to receive publications from the many institutions in Brazil and other countries. The demand from researchers shows that the reaching of TEL has quite widespread  in the southern region (57%), south-eastern (16%) and center-western (27%). The most frequent readers have been those interested in the subjects within the scope of the journal, related to the traditional and indigenous peoples, the faxinalenses, the history of Africa, followed by themes concerning the theory of history. TEL has been significantly adapting itself to the criteria for publication in the field of History. Since 2011, it concerns itself with the standards established by CAPES and seeks to apply them as guidelines for its editorial processes. TEL journal has been acknowledged for its significant contacts with national and foreign researchers  who are part of its councils , thus revealing the consolidation of the editorial line of the journal.


CHAMADA DE TRABALHOS



Dossiê: Dinâmicas políticas, sociais e culturais em África
Org. Prof. Dr. Augusto Nascimento
Centro de História da Universidade de Lisboa (CH-UL)(UID/HIS/04311/2013)

Desde há décadas, a África constitui-se como objeto de muita produção intelectual e artística pelo mundo. Não raro, a par do trabalho rigoroso, a simpatia política e o engajamento ideológico determinaram abordagens analíticas e narrativas que, mesmo quando se debruçaram sobre períodos mais remotos, tomaram como referente as transformações em épocas recentes.

As análises sobre o colonialismo corroboram tais disputas e embates. Afinal, o colonialismo tem sido visto tanto como um mero verniz, destinado a estalar com a retomada dos valores africanos e com a reedificação de uma arquitetura política africana, quanto como um fenômeno causador de transformações que tornaram o continente quase irreconhecível, criando obstáculos intransponíveis à almejada recuperação de uma identidade ou, mesmo, das identidades africanas.

Meio século de independência não trouxe menos convulsões e mudanças do que o precedente século de colonialismo e a sucessão de mutações políticas e sociais parece não ter fim.

Ainda que hoje ninguém mais esteja sentado confortavelmente sobre a história, estando todos sujeitos à contingência e à incerteza, num certo sentido a África ainda se constitui como um laboratório social e um sugestivo campo de interpelações para os historiadores e cientistas sociais.Para este número da Revista TEL aceitar-se-ão textos que, empiricamente fundados e teoricamente balizados, ilustrem processos de mudança ou contenham reflexões sobre os significados das mutações em África nos derradeiros séculos.A TEL vem se adequando de forma significativa aos critérios para publicação na área de História.

Os textos, sujeitos a peer-review, deverão ter o mínimo de 7500 palavras e seguir as regras editoriais da revista.

Envio dos Trabalhos até: 23 de Maio de 2016.


gosip rumahan berita terkini windows gadget toko game


v. 5, n. 3 (2014): Dossiê: África: culturas, identidades, sociedades


Capa da revista


Desenvolvido por:

Logomarca da Lepidus Tecnologia