Treinamento e Desenvolvimento de Gestores: Estudo de Caso sob a óptica de atividades vivenciais

  • Beatriz Leite Gustmann de Castro UNOCHAPECÓ

Resumo

O treinamento como ferramenta fomentadora do desenvolvimento de gestores vem sendo adotado nas organizações como prática que visa incentivar os colaboradores a trabalhar em equipe, motivados e dispostos a melhorar seus desempenhos na padronização das tarefas. O treinamento é visto como viés para alinhar toda a equipe, de modo que os propósitos organizacionais e pessoais sejam atingidos. É notável que as mudanças ocorrem de maneira veroz e as informações modificam a todo o tempo em um mercado cada vez mais disputado. No entanto, esse cenário exige melhor preparação e capacitação dos colaboradores, haja vista que o diferencial para conquistar um lugar de destaque no mercado concentra-se nas pessoas que compõem a organização. Assim, neste contexto, o intuito deste trabalho consiste em conhecer a percepção dos gestores em relação ao treinamento vivencial executado, bem como descrever as contribuições das dinâmicas realizadas frente à gestão de suas referidas equipes. Para isso, a pesquisa configura como descritiva, e faz-se uso de estudo de caso com abordagem quantitativa. Adotou-secomo instrumento de coleta de dados um questionário produzido com o auxílio da ferramenta Google Docs, sendo enviado via correio eletrônico (e-mail) para todos os gestores que participaram da dinâmica vivencial realizadas no mês de março de 2016, na cidade de Piratuba – SC. Os resultados angariados apontaram que o treinamento é importante para o desenvolvimento de equipes competitivas tende a aumentar a qualidade da produtividade e aquisição de uma relação benéfica a toda a organização.
Publicado
2019-07-18
Como Citar
CastroB. L. G. de. Treinamento e Desenvolvimento de Gestores: Estudo de Caso sob a óptica de atividades vivenciais. Revista ADMPG, v. 9, n. 1, 18 jul. 2019.
Seção
Artigos