Controle Social: a dinâmica da Teoria da Saída, Voz e Lealdade no Contexto da Administração Pública Brasileira (Social Control: The Dynamics of theTheory of Output, voice and Loyalty in the Contexto of the Brazilian Public Administration)

  • Fernanda Rodrigues da Silva UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT
  • Airton Cardoso Cançado UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT
  • Waldecy Rodrigues UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT
  • Weider Lopes Batista UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT
Palavras-chave: Saída. Voz. Lealdade.

Resumo

Resumo: Em linhas gerais este artigo objetivou desenvolver uma sistematização conceitual das diferentes contribuições científicas disponíveis sobre “Controle Social”. De modo específico este estudo propôs-se a trazer para o debate da Administração Pública leituras diferenciadas que dialogam com a dinâmica da teoria da Saída, Voz e Lealdade defendida por Hirschman (1973) vivenciada no contexto brasileiro do Controle Social. Com base nos resultados das concepções teóricas aferidas percebe-se que, quando diante das decisões políticas a serem tomadas o Estado ou mesmo a sociedade tornam-se indiferentes, há a predominância do mecanismo da Saída. Quando ocorre o inverso, ou seja, a participação nas decisões políticas, na esfera pública, exercita-se o mecanismo da Voz, nesta pesquisa, denominado como Gestão Social. E quando o Estado exerce uma boa governança e a sociedade desempenha a cidadania crítica e consciente, a Lealdade entra em cena no sistema democrática do país e, consequentemente, efetiva-se o Controle Social. Palavras-chave: Saída. Voz. Lealdade.Abstract: In general, this research aimed to develop a conceptual systematization of the different scientific contributions available on “Social Control”. Specifically, this study aimed to bring to the Public Administration debate differentiated readings that dialogue with the dynamics of the theory of Output, Voice and Loyalty defended by Hirschman (1973) experienced in the Brazilian context of Social Control. According to the results of the theoretical conceptions, it is possible to realize that when the political decisions to be taken the State or even society become indifferent, there is a predominance of the mechanism of Output. When the reverse occurs, that is, participation in political decisions, in the public sphere, the Voice mechanism is exercised, in this research, called Social Management. And when the State exercises good governance and the society plays critical and conscious citizenship, the Loyalty enters in the democratic system of the country and, consequently, the Social Control becomes effective.Keywords: Output. Voice. Loyalty.

Biografia do Autor

Fernanda Rodrigues da Silva, UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT
Mestra e Doutoranda em Desenvolvimento Regional pela Universidade Federal do Tocantins - UFT. Bacharel em Administração pela UFT - Campus Universitário de Palmas e Universidade Federal de Viçosa - UFV - Campus Viçosa, pelo Programa Santander de Mobilidade Acadêmica. Técnica em Secretariado pelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia - IFTO - Campus Palmas. Membra do Grupo de Estudos de Economia Solidária - GEES do Departamento de Economia Rural da Universidade Federal de Viçosa - UFV e Pesquisadora voluntária do Departamento de Administração e Contabilidade da Universidade Federal de Viçosa - UFV de março de 2010 a outubro de 2013. Atualmente é membra do Grupo de Estudos e Pesquisas em Gestão Social do diretório dos grupos de pesquisas do Brasil do CNPq. Atua principalmente nos seguintes temas: Administração Pública, Gestão Social e Controle Social.
Airton Cardoso Cançado, UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT
Realizando Estágio Pós-doutoral na HEC Montreal. Doutor em Administração pela UFLA (2011), Mestre em Administração pela UFBA (2004) e graduado em Administração com Habilitação em Adm. de Cooperativas pela UFV (2003). Realizou Estágio Pós-doutoral em Administração pela EBAPE/FGV (2013). Atualmente é professor do Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional, do Mestrado Profissional em Gestão de Políticas Públicas e do Curso de Administração da UFT . Participa da Rede de Pesquisadores em Gestão Social - RGS e do Observatório Brasileiro do Cooperativismo. Bolsista de Programa Institucional Produtividade em Pesquisa da UFT, líder do Tema 11 - Interfaces entre Gestão Pública e Gestão Social da Divisão de Administração Pública da ANPAD. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração de Cooperativas, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão social, cooperativismo e economia solidária.
Waldecy Rodrigues, UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT
Graduação em Ciências Econômicas pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO) com mestrado em Economia pela Universidade de Brasília (UnB), Doutorado em Estudos do Desenvolvimento Comparado nas Américas (UnB) e Pós-Doutorado em Economia (UnB). Atualmente é Professor Associado do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Regional da Universidade Federal do Tocantins. Foi Pró Reitor de Pesquisa e Pós Graduação (2012-2016) e atualmente é Editor na EDUFT e Conselheiro Deliberativo do Sebrae Tocantins. Tem experiência na área de Economia , com ênfase em Interfaces entre Economia e Meio Ambiente, Desenvolvimento Regional e Urbano e Design e Avaliação de Políticas Públicas.
Weider Lopes Batista, UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT
Graduado em Administração Pública pelo Centro Universitário Luterano de Palmas (2005). Especialista em Gestão Pùblica pelo ITOP. Tenho experiência/interesse nas áreas: Ciência Política, com ênfase em Análise Institucional; logística de suprimentos na administração pública federal; processo de aquisição/contratação na administração pública federal; gestão de materiais; gestão patrimonial; planejamento organizacional, modernização administrativa, gestão orçamentária, relatórios de gestão na administração pública federal, gestão universitária
Publicado
2017-10-31
Seção
Artigos