ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O PARADIGMA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: RELAÇÕES E REFLEXÕES PERTINENTES

Resumo

O presente artigo objetiva refletir acerca das relações possíveis e pertinentes entre o estágio curricular supervisionado na educação infantil e o paradigma da educação inclusiva. Deste modo, retoma aspectos da trajetória da educação infantil na realidade brasileira, discute elementos próprios à concepção de educação inclusiva, apresenta elementos que compõem a prática de estágio supervisionado a partir do entendimento de que é uma disciplina de concreta relevância para uma formação inicial de qualidade; e, por fim, associa tais eixos de discussão, propondo que a prática de estágio curricular supervisionado na educação infantil conjugue em seu desenvolver elementos da educação inclusiva, destacando possibilidades e desafios desta perspectiva, entendendo-a como parte do cotidiano da realidade docente.

Biografia do Autor

Nelly Narcizo de Souza, Universidade Positivo e Universidade Estadual de Ponta Grossa
Doutora e Mestre em Educação pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), Especialista em Neuropsicologia pela Faculdade Dom Bosco. Professora na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG).
Publicado
2019-12-13
Como Citar
SouzaN. N. de. (2019). ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NA EDUCAÇÃO INFANTIL E O PARADIGMA DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA: RELAÇÕES E REFLEXÕES PERTINENTES. Olhar De Professor, 22, 1-15. Recuperado de https://www.revistas2.uepg.br/index.php/olhardeprofessor/article/view/13886
Seção
Estágio Curricular de Docência na Educação Infantil: Perspectivas e Práticas