OS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO DE ONGS: UMA NOVA CATEGORIA DOCENTE?

  • Cíntia Pereira Dozono de Almeida Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
Palavras-chave: Educação escolar, Formação de professores, Organizações Não Governamentais, Trabalho docente

Resumo

O objetivo desta pesquisa é compreender a tipologia do quadro de recursos humanos que compõem as ONGs envolvidas com a causa educativa, nesse início de século XXI, no Brasil. Ante a ausência de pesquisas próprias para essas organizações, estabeleceu-se como referência conceitual as discussões, trazidas pelo tema de formação de professores e pelo trabalho docente, relativas à educação escolar. Diante disso, a questão que se coloca, tendo em mente o cenário maior da educação nacional, é de teor comparativo: os profissionais da educação de ONGs podem ser considerados uma nova categoria docente? A partir das premissas da educação como um processo amplo – que extrapola limites institucionais – e do reconhecimento das ONGs como uma nova tipologia de agentes educacionais brasileiros, discute-se a qualidade do trabalho educativo desenvolvido por duas delas:a Ação Educativa e o Projeto EmCantar. Dentre as diversas atividades observadas, depoimentos recolhidos e relatos desenvolvidos no período de pesquisa de campo junto às organizações, selecionou-se para a presente análise aquelas relativas à temática da formação de seus trabalhadores como uma nova categoria profissional. A conclusão que se infere, ao final da presente pesquisa, é sobre um novo tempo para a educação nacional: tempo de parcerias e de cooperação.
Publicado
2009-03-09
Seção
Artigos