A ética na pesquisa etnográfica com crianças: primeiras problematizações

  • Maria Carmen Silveira Barbosa Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

Este artigo problematiza a questão da ética na pesquisa com crianças. Essa discussão tornou-se fundamental, pois muitos trabalhos da sociologia da infância, da antropologia das crianças e da investigação pedagógica têm como fundamento a etnografia. No Brasil, as crianças são consideradas pessoas vulneráveis. Assim, todas as pesquisas com crianças precisam de aprovação prévia dos comitês de ética, encontrando problemas para serem aprovadas, pois tencionam a legislação em três aspectos: conceito de criança basicamente vulnerável, esquecendo-se das possibilidades de participação e de protagonismo dela; questão do método etnográfico, pois se exige uma metodologia definida antes da entrada em campo; restrições à captura e à divulgação de imagens e de produtos realizados por crianças. Essas tenções precisam ser discutidas para ser construída uma ética não apenas para as pesquisas realizadas nas ou sobre as crianças, mas, principalmente, com e para as crianças, que possa proteger e afirmar as capacidades delas como sujeitos de direto.    Palavras chave: Ética na pesquisa. Infância. Pesquisa.
Publicado
2014-04-01
Seção
Seção Temática: Ética na Pesquisa