Políticas educacionais para o Ensino Médio: conhecimento ou capacitação?

  • Marta Luiza Sfredo Universidade Federal da Fronteira Sul
  • Roberto Rafael Dias da Silva Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Resumo

O tema do artigo são as políticas educacionais produzidas para o Ensino Médio, na última década, objetivando examinar as concepções de conhecimento que emergem de tais políticas por meio da relação entre educação e desenvolvimento econômico. A metodologia utilizada foi a análise documental, e o referencial teórico adotado considerou autores como Licínio Lima, Stephen Ball e Nora Krawczyk. Os estudos realizados permitiram compreender de que forma a flexibilidade fez com que o conhecimento desse lugar a aprendizagens mínimas. Estas são caracterizadas por capacitações para formar personalidades produtivas para fomentar a competitividade econômica através do estabelecimento de percursos formativos individualizados. O conhecimento está associado à produção de um perfil formativo pautado na aprendizagem permanente, objetivando a empregabilidade.   Palavras-chave: Ensino Médio. Conhecimento. Flexibilidade. Competitividade.
Publicado
2017-03-21