SECAGEM DE SEMENTE DE LINHAÇA MARROM (LINUM USITATISSIMUM L.) EM LEITO FLUIDIZADO

  • Bruna Carla Santos Silveira UFSJ
  • Dennis Júnior Lara Faleiro de Rezende UFSJ
  • Gláucia Maria Costa Silva UFSJ
  • Júlia Andrade Marques UFSJ
  • Rebeca Lima Carvalho UFSJ
  • Thaís do Carmo Santos Ananias UFSJ
  • Marcelo da Silva Batista UFSJ

Resumo

A secagem é uma etapa primordial na produção de grãos e sua inclusão após a colheita oferece diversas vantagens ao processo produtivo.  Esse trabalho tem como objetivo avaliar a secagem de grãos de linhaça marrom (Linum usitatissimum L.) em secador de leito fluidizado. O secador foi construído em laboratório e foram realizados ensaios de fluidização e de secagem com o intuito de encontrar as condições ótimas de operação para o leito fluidizado. No estudo foi utilizado um planejamento de experimentos do tipo delineamento composto central rotacional (DCCR) com duas variáveis e os dados foram analisados com base estatística. A remoção de 12% de umidade da linhaça foi alcançada na temperatura de 50°C e velocidade do ar de 5,1 m/s. Constatou-se que a temperatura influência linearmente na secagem, sendo a única variável relevante do processo.

Biografia do Autor

Bruna Carla Santos Silveira, UFSJ
Graduação em Engenharia Química e mestranda em Engenharia Química.
Dennis Júnior Lara Faleiro de Rezende, UFSJ
Graduação em Engenharia Química e mestrando em Engenharia Química.
Gláucia Maria Costa Silva, UFSJ
Graduação em Engenharia Química.
Júlia Andrade Marques, UFSJ
Graduação em Engenharia Química.
Rebeca Lima Carvalho, UFSJ
Graduação em Engenharia Química.
Thaís do Carmo Santos Ananias, UFSJ
Graduação em Engenharia Química.
Marcelo da Silva Batista, UFSJ
Professor associado IV do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal de São João del Rei.Graduação, mestrado e Doutrorado em Engenharia Química.

Referências

VALENTE, M. C. C.; COSTA, C. M. L.; SOUZA, C. A. G. Cinética de secagem em leito fluidizado de sementes de linhaça (Linum Usitatissimum L.). Revista de Ciências Exatas, v. 2731, n. 2, 2012.

AMBRÓSIO-UGRI, M. C. B.; TARANTO, O. P. Estudo fluidodinâmico e de secagem de um particulado coesivo em leito fluidizado agitado. Acta Scientiarum. Technology, v. 26, n. 2, p. 97-102, 2008.

OLIVEIRA, T. J. P. Aspectos fluidodinâmicos de misturas binárias de resíduo de tabaco e areia em leito fluidizado. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2012.

CREMASCO, M. A. Operações unitárias em sistemas particulados e fluidomecânicos. São Paulo, Blucher, 2012.

VALENTE, M. C. C. Avaliação das condições de secagem no rendimento e na qualidade do óleo de linhaça (Linum usitatissimum L.). Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Pará, Belém, 2011.

SILVEIRA, A. C. P.; PERRONE, I. T.; RODRIGUES JÚNIOR, P. H.; CARVALHO, A. F. Secagem por spray: Uma revisão. Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, v. 68, n. 391, p. 51-58, 2013.

OLIVEIRA, V. Avaliação energética e econômica da secagem de grãos utilizando secador de coluna com caldeira aquatubular. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Cascavel, Paraná, 2014.

REIS, T. G.; PERAZZINI, H.; FREIRE, F. B.; FREIRE, J. T. Análise Da Secagem De Partículas De Alumina Em Secador De Leito Vibrofluidizado. Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 2, n. 1, p. 373-381, 2015.

ALBINI, G.; FREIRE, F. B.; FREIRE, J. T. Caracterização de grãos de cevada em relação a umidade inicial obtida através do processo de reumidificação. Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 2, n. 1, p. 1893-1902, 2015.

COUTO, A. N.; WICHMANN, F. M. A. Efeitos da farinha da linhaça no perfil lipídico e antropométrico de mulheres. Alim Nutr, v. 22, n. 4, p. 601-608, 2011.

VIEIRA, G. N. A. Caracterização e secagem de grãos de linhaça marrom (Linum usitatissimum L.) em leito fixo e fluidizado. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2012.

MELO, T. L.; COSTA, C. M. L.; FARIA, L. J. G. Análise do processo de secagem em leito fluidizado de sementes de linhaça (linum usitatissimum L.). In: VII Congresso Brasileiro de Engenharia Científica. 2009.

GONÇALVES, J. F. T. Dimensionamento de um secador em leito fluidizado para secagem de cereais. Dissertação de Mestrado. Instituto Superior de Engenharia do Porto, Porto, 2011.

SANTANA, E. B. Análise Experimental do Comportamento Fluidodinâmico e da Secagem de Sementes de Linhaça (Linum Usitatissimum L.) em Leito de Jorro. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Pará, Belém, 2011.

CAMPOS, G. Z.; VIEIRA, J. A. G. Comportamento Higroscópico da Semente de Linhaça (Linum usitatissimum L.). Blucher Chemical Engineering Proceedings, v. 2, n. 1, p. 1474-1478, 2015.

Publicado
2020-01-12
Seção
Artigos