ENTRE A VIOLÊNCIA E A FESTA POPULAR NO FUTEBOL DA ARGENTINA: AS BARRAS-BRAVAS, AS POLÍTICAS PÚBLICAS E UMA ONG

Palavras-chave: Violência, Futebol, Argentina, Barras-bravas, Políticas Públicas, ONG

Resumo

Este trabalho tem como objetivo comentar o problema histórico de violência no futebol argentino. A partir dos aspectos culturais identificados pelos estudos antropológicos já realizados, analisaremos os elementos do entorno que agravam o problema. A este respeito, vamos discutir os dispositivos de políticas públicas de segurança, os quais longe de conter, têm contribuído na criação de outros fatores de violência. Finalmente, tentaremos relacionar o papel de uma ONG, Salvemos al Fútbol, desde suas origens até as recentes ações na luta contra a violência no futebol. Assim, da lógica da denúncia como principal razão de existir, os esforços graduais começaram a ser pensados para dispositivos de prevenção. Tudo isto num contexto, no qual os meios de comunicação e os governos são regidos pelo discurso da tolerância zero.

Biografia do Autor

Fernando Segura, CIDE, México UFG, Brasil
Pesquisador filiado ao Departamento de Administração Pública do CIDE, MéxicoProfessor Visitante na Pós de Sociologia, UFG
Publicado
2017-10-11
Seção
Esporte, Lazer e Sociedade