lundu, padê, apocalipse cuír - Entrevista com Tatiana Nascimento dos Santos.

  • Marcelo Spitzner UFRA/padê editorial
Palavras-chave: Queer, Cuír, Raça, Escritura

Resumo

Essa entrevista foi realizada através da troca de imeios, iniciou em 04/03 e terminou no dia 23/04 – dia de Ogum, que como bem lembra a tate é o orixá da tecnologia como instrumento de trabalho, e também de afetos, mesmo quando os corpos estão deslocados no espaço. Foram em torno de 30 trocas de imeios enriquecidos por respostas, trocas de ideias e experiências. A publicação dessa conversa com Tatiana realiza um desejo de compartilhar espaços de escritura com essa pessoa cheia de afetos, forte e desafiadora, como boa filha de Iansã! 

Biografia do Autor

Marcelo Spitzner, UFRA/padê editorial
Proferssor de Estudos Literários da Universidade Federal Rural da Amazônia, Doutorando e Mestre em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina, possui graduação em Letras pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2007) com habilitação em Português - Francês e suas respectivas literaturas. Realizou estágio de doutorado-sanduíche (bolsa PDSE/CAPES) no Latin American and Latino Studies Department da University of California, Santa Cruz (Setembro/2014 a Agosto/2015). Atua principalmente nos seguintes temas: Homoerotismo, Cinema e Literatura, Teoria Queer e Teoria Feminista em contexto Latino-americano, Michel Foucault, Judith Butler e Gloria Anzaldúa.
Publicado
2018-11-20