Luz, sombra e afetos: 'quase-memória' da visita do fotógrafo João Roberto Ripper a Ponta Grossa (PR)

  • Rafael Schoenherr Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG
  • Manoel Moabis UEPG
  • Saori Honorato UEPG
  • Veridiane Parize UEPG

Resumo

O artigo relembra a participação do fotodocumentarista João Roberto Ripper no Ciclo Comemorativo na Universidade Estadual de Ponta Grossa dos 50 anos de maio de 1968. Com base na palestra, oferece reflexão sobre modos de ver, agir e narrar presentes no modo de produção do fotojornalista e que, eventualmente, estabelecem sintonias possíveis para com as trasnformações culturais herdadas daquele período. Destaca-se, sobretudo, o modo particular como o trabalho do fotógrafo estabelece um registro documental e jornalístico em fotos sobre os direitos humanos no Brasil.

Biografia do Autor

Rafael Schoenherr, Universidade Estadual de Ponta Grossa - UEPG

Jornalista. Doutor em Geografia pela UEPG, coordenador do projeto de extensão Lente Quente. Mestre em Ciências da Comunicação pela Unisinos. Professor do Departamento de Jornalismo da UEPG.

Manoel Moabis, UEPG

Jornalista. Doutorando em Ciências da Comunicação pela Unisinos. Mestre em Jornalismo pela UEPG. Supervisor do projeto de extensão Lente Quente. Professor do Departamento de Jornalismo da UEPG. 

Saori Honorato, UEPG

Graduanda em Jornalismo na UEPG, bolsista PIBIS do projeto Lente Quente.

Veridiane Parize, UEPG

Graduanda em Jornalismo na UEPG, bolsista PIBIS do projeto Foto Bianchi.

Publicado
2020-02-27
Seção
Dossiê temático