UM ESTUDO ENUNCIATIVO DE RACHEL DE QUEIROZ À LUZ DO HIPERGÊNERO HISTÓRIAS EM QUADRINHOS

  • Ivan Vale de Sousa
Palavras-chave: Modernismo Brasileiro. Rachel de Queiroz. Histórias em Quadrinhos.

Resumo

O Modernismo Brasileiro representou uma transformação na efetivação das obras dos escritores brasileiros, inserido outras linguagens artísticas ao movimento, bem como a função da mulher como escritora. Nesse sentido, os objetivos deste trabalho são: apresentar, sucintamente, o contexto do Modernismo Brasileiro; destacar a proposta inovadora do movimento e a inserção da mulher no campo literário; realizar um estudo enunciativo da escrita de Rachel de Queiroz; refletir a relevância na adaptação literária de O Quinze, de Rachel de Queiroz para o hipergênero Histórias em Quadrinhos (HQs). Assim, espera-se que os apontamentos contribuam com a efetivação do processo leitor dos cânones literários na escola.

Biografia do Autor

Ivan Vale de Sousa
Mestre em Letras pelo Instituto de Línguística, Letras e Artes da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (UNIFESSPA). Especialista em Gramática da Língua Portuguesa: reflexão e ensino pela Faculdade Letras da Universidade Federal de Minas Gerais. Especialista em Arte, Educação e Tecnologias Contemporâneas pelo Instituto de Artes da Universidade de Brasília (IdA/UnB). Especialista em Planejamento, Implemtação e Gestão da Educação a Distância pelo Laboratório de Novas Tecnologias da Universidade Federal Fluminense (LANTE/ UFF). Professor de Língua Portuguesa na Escola Novo Horizonte, em Parauapebas, sudeste do Pará.
Publicado
2018-11-20